“Alto lá: a vida eterna”

São João da Cruz foi um sacerdote carmelita que soube sofrer as mais amargas contrariedades sem perder a esperança. Para ele, a verdadeira felicidade neste mundo é aquela interior, de uma alma unida a Deus, porque todo o resto passa, como passa o tempo. Por isso, era um homem ligado à eternidade.

Conta-se que em suas visitas regulares a alguns carmelos femininos, depois da missa, o santo não deixava de dar alguns minutos de atenção àquelas irmãs, desejosas de uma boa conversa. Alegremente se permitia manter uma conversação sobre assuntos piedosos com as carmelitas.

No entanto, quando a conversação empolgava demais uma ou outra, que por acaso quisesse introduzir na roda algum assunto mundano ou fofoca, São João da Cruz interrompia a frase, dizendo: “Alto, lá! A vida eterna”. E assim indicava às irmãs que o único assunto digno de ser tratado era a eternidade.

Que alegria se as coisas eternas forem o único assunto a ocupar nossa mente e nossas conversas. A exemplo de São João da Cruz, podemos tomar a sua frase “Alto, lá! A vida eterna.”, como uma breve jaculatória, um santo auxílio para nos lembrarmos do nosso fim último.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Posts relacionados